Blogger Template by Blogcrowds.

suas marcas


Sempre imaginei que conforme o tempo passasse, alguns sentimentos em relação a você seriam modificados. Imaginava que não me pegaria debulhando em lágrimas de saudades, pensava que essa saudade seria transformada em um tipo de saudade que não dói, como a que sinto do seu avô, da sua bisa...
Mas a característica que não me falta é teimosia, e quando tenho algum objetivo em mente, insisto até conseguir. Mesmo que o resultado não seja o esperado, que eu demore para realizar, não desisto. Me prometi que faria algo de útil com o conhecimento que adquiri por você, que não deixaria passar em vão a sua passagem por aqui. Além do que você deixou pra mim, quero que outras pessoas de certa maneira, sejam beneficiadas por você. Ainda são muitas as maneiras com que posso fazer isso, não sei ao certo que caminho seguir, mas de alguma forma tenho certeza que vou conseguir.
Ontem, dei o 1ø passo em direção a esse caminho ainda tão incerto. Peguei uma parte de suas coisas no arquivo médico. Doeu um pouco estar lá, me senti pequena ali dentro. Muito pequena. Não imaginava que doeria assim. Para minha sorte, tive depois um pouco de conforto quando encontrei aquele que esperou tanto você comigo. Me senti em casa. Não posso mais repartir os meus sentimentos com ele, mas, ele é parte da nossa história. No fundo, sabemos que ele foi a pessoa mais importante em nossa história, quando você estava aqui. Lembro como se fosse hoje, quando você chutou pela primeira vez fazendo graça pra ele. Você sabia que ele te amava como se fosse dele. E sei que você também o amava. Até hoje você manda recado através dele.
Sabe, foi remexer demais em meu coração, ter suas coisas em mãos e ele por perto, foi emoção demais que me deixou assim, com saudades demais de vocês dois.
Isso me faz lembrar minha melhor essência, e mesmo aqui, chorando, sei o quanto tenho sorte por ter lembranças, por amar e ter tido o amor de vocês. Por mais que o tempo passe, naquele mmento, éramos nós três. Isso, será para sempre.
Sei que você nunca lerá isso, assim como não pode ler o caderno que fiz pra você, mas acredito, de alguma forma, que você sabe o disso tudo.
E, assim continuarei, fazendo com que sua passagem não seja em vão, pois você trouxe muito o que compartilhar.
Te amo muito,
sua mãe

9 comentários:

vc não faz ideia como estou chorando,ou faz , sei lá...E como seus sentimentos se parecem com meus q vivo tbem nessa montanha russa de sentimentos e saudades....bj

28/03/2009 14:09  

Eu também fiz como a Danielle. Não me contive. Sempre me ponho no seu lugar. E alguma coisa nessa história, sabe que lembra demais a minha.

Também tento pensar que sou privilegiada por ter boas lembranças do que foi vivido. Tomara que isso traga um conforto maior do que o que tenho sentido.

Mas o que quero dizer é que acho que esse é um bom caminho.

Acho que, na dose certa, procurar trazer a tona esse bom sentimento que tem pela Lelê é saudável. Afinal, ela sempre será sua filhinha do coração.

Te amo.

Elga

28/03/2009 14:26  

Ai, Ká que coisa mais linda de post! Eu sinto muitas saudades também da época que vcs eram 2,nós éramos 4, depois 5 (Gui), nossa que falta faz a amizade de vcs!!
Eu que conheço bem a sua história sei que história linda que vc tem, e me pego pensando muito "porquê" vcs tiveram que passar por isso. Sei a mãe que vc foi e será com certeza. Espero que seja com alguém muito especial, de novo.
Amo e admiro muito vc,viu?
beijos
Bianca

28/03/2009 15:57  

Danielle suporte sou eu, é q loguei com a conta errada
!!to tao comovida, ainda vou ter q passar por 1 cha de bb da minha cunhada hj...

28/03/2009 16:27  

Dani,
faço sim, acho que sempre conseguiremos sentir o que a outra sente, pelo menos de certa maneira. Espero que tenha sobrevivido ao chá de bb. Depois me conta, ok?

Elga, coração,
O que eu posso dizer mais do que, alêm de ter tido vc ao meu lado durante toda a fase de ver o quanto eu sobreviveria, mesmo de longe?? Te amo tb, amiga, vc nem imagina o quanto.

Bibi,
amiga, tão amada, tão querida. Sinto muito a falta de vcs 3, meus tão queridos. Fico triste por ter me afastado, e de imaginar que hoje, o gui nem sabe quem eu sou se me ver...mas, a vida nos leva para caminhos diferentes, e para sobreviver, eu não poderia estar mais no meio de vocês. Nesse post, quando falo sobre "ele", não é sobre o seu amigo, pois uma coisa que ele não fez foi esperar ela comigo. Mas não posso reclamar, como pode ver, a Lelê tem um pai de coração. Isso é importante.
Nunca esqueça que amo dmais vcs 3, ok? de verdade.

bjs

28/03/2009 23:20  

querida,
não tenha dúvidas que tua pequena está vendo tudo o que você faz e fez por ela, sabe de tudo o que você sente, e se alegra com cada conquista que você alcança e que, em última instância, veio da transformação que ela trouxe pra você. vocês estão ligadas. uma faz parte da outra. e isso é para sempre.
bjos

30/03/2009 11:49  

Karen,
Como não sentir saudades,né?
Lindas palavras!
Bjs,
Sheyla.

30/03/2009 15:13  

Emocionante. E você é mãe, sempre será mãe dela, a saudade é parte disso, querida. Beijos!

03/04/2009 09:56  

sempre choro quando falas de tua pequena! lindezas da vida que recebemos de presente, né?
mais e mais beijos

21/04/2009 18:36  

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial