Blogger Template by Blogcrowds.

Existem 5 momentos que jamais esquecerei na vida, principalmente por não conseguir entender até hoje exatamente o que senti:
- Quando peguei aquele beta hcg nas mãos e li "grávida";
- Quando ouvi aquele chorinho gostoso, pela primeira vez, e juntas choramos;
- Quando ela fez graça com o pezinho para me mostrar que fizeram um furinho;
- Quando ali, em meus braços, ela deu seu último suspiro;
- Quando ela foi sepultada.

Resumindo assim, parece triste, uma história que não deu certo, uma fatalidade, mas a verdade é que nenhum destes momentos foi completamente feliz ou completamente triste.
Até hoje não consegui entender como foi exatamente a organização dos meus sentimentos, uma mistura de super poderes com boneca de porcelana. Me sentia tão forte e tão frágil, como se eu pudesse tudo e ao mesmo tempo, nada pudesse. Com a felicidade vinha o medo, com a tristeza vinha a esperança.

Com o passar dos dias, as vezes longos, outros nem tanto, percebi que este amor desmedido, incontrolável era mais forte do que qualquer dor de perda. Tive uma confirmação do meu aprendizado de desapego, coisa que não é tão simples se não na marra. Só um amor tão grande era capaz de uma lição tão rápida, afinal, tive menos de uma hora para me despedir.

Me levantava a cada dia e pensava: "hoje será menos difícil". Passei a sorrir mais, mesmo que não tivesse razões para fazê-lo. Após viver o meu luto, aprendi a aceitar o que a vida me dá, e com isso, passei a entender que por mais que eu queira algo, se aquilo não acontece da maneira como gostaria não significa que não foi bom, mas que existe algo pra mim lá na frente, algo diferente que eu nem sequer, imaginei. Tive momentos em que tive uma certeza profunda que jamais seria completa novamente, e falava isso com toda propriedade. Mas a vida como sempre, me surpreendeu.

Os meus sentimentos foram se organizando, claro, com meses de reflexão e questionamentos sentada na varanda, tomando uma xícara de café puro. Passou o outono, a primavera, o pôr-do-sol tornava-se cada dia mais lindo e os sorrisos mais espontâneos.

Continuo acreditando que a vida não é feita somente de momentos felizes, entretato, tenho plena consciência de que os momentos difíceis são mais construtivos. talvez, eu não tivesse crescido tanto sem passar por tudo isso, doeu, bastante, mas talvez tenha que ser assim mesmo.

Hoje sinto uma paz que jamais havia sentido em toda minha existência. Se eu não tivesse tido uma certa coragem em enxugar as lágrimas e seguir em frente, não teria conhecido ele, que traz consigo e desperta em mim um amor do qual eu nem lembrava mais como era sentir.

7 comentários:

Ahhh...tuas palavras me dão um aperto no coração. Que bom que vc está bem, que tudo isso te trouxe amadurecimento. Desejo muito amor pra vc!Beijos e abraços, bom fim de semana!

17/07/2009 10:05  

Olha, é um aperto bom. De esperança, de saber que se pode sempre recomeçar, que a dor ensina, faz amadurecer, faz a gente dar valor pra coisas que realmente importam. Como eu li aqui mesmo outro dia...parece q dói tanto tanto q não vai mais dar vontade de continuar, mas aí o dia nasce, o sol vem lindo convidativo, e a gente voa na asa delta..ou se joga de pára-quedas.e como é bom!Tu diz cada coisa linda aqui..que acho que depois de ter visto tua história, procuro melhorar a minha. Legal a gente poder ficar uma pessoa melhor. Beijo de novo. Sandra.

17/07/2009 10:11  

Sandra,
obrigada você por suas constantes visitas e palavras. Acho que é isso aí, aprendendizado é algo que não tem como medir. Ainda bem que podemos fazê-lo né?
bjs

17/07/2009 22:31  

fico tão , mais tão feliz de ler isso!!!Vc não faz ideia!!!
beijos

19/07/2009 22:59  

O amor era a resposta absoluta.

21/07/2009 08:36  

Fico feliz por você.
Bjs.

23/07/2009 11:08  

flor,
é sempre nos tropeços que a gente maiscresce, mais aprende. não é questão de ser masoquista, amar o sofrimento, nada disso. é acolher o que tem que ser, e se tem que ser, que venha trazendo algo de bom.
já dizia adélia prado: "dor não tem nada a ver com amargura". você compreendeu isso muito bem.
bjo de carinho, linda.

27/07/2009 10:12  

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial