Blogger Template by Blogcrowds.

Repetições


Repetições em minha vida. Diferente de correr atrás do próprio rabo, algumas coisas eu não consigo evitar.
Certos comportamentos, por mais que eu tente não consigo deixar de repetí-los. Assim como os vícios sei que não devo, entretanto fico extremamente satisfeita quando retomo-os.
É o tipo de coisa que não tem volta, como um mergulho na piscina. Mesmo não querendo se molhar, depois que pula, está molhado.
Penso muito antes de pular, mas a água azul, límpida e convidativa acena para mim. Grita meu nome. Está gelada. Mas é irresistível. Dou alguns passos para trás e corro em direção a ela. Sempre. Desta maneira não me sinto um peixe fora d'água mas parte do cardume.

10 comentários:

Karen,
Adorei as novas fotos!
Depois, falo mais sobre teu mergulho!
Bjs.

09/09/2008 22:38  

Comigo é assim também...

10/09/2008 10:36  

ninguem muda, não podemos esquecer isso, podemos apenas melhorar...ou piorar...Por isso vai sempre continuar pulando,rs.No maximo levara 1 tolha pra deixar perto!
bj

10/09/2008 11:15  

Dizem que quando olhamos muito para um abismo ele nos olha de volta e muito mais que isso ele sempre nos chama. Existem decisões que precisamos tomar, algumas delas podem até mesmo ser doloridas, ou termos jurado nunca mais fazer novamente. Mas não adianta. Estamos no ciclo. Por mais que vc queira. Nunca vai conseguir se manter fora do furacão. Pode até sair do vértice.. do olho.. mas o vento sempre vai te atingir, exatamente porque vc continua na linha do caminho. Então.. o melhor é correr de encontro..

belas fotos.
Boa semana

10/09/2008 12:12  

Sheyla,
Obrigada! To esperando entnao heim! rsss

Ju,
Bom saber que não sou só eu! Mais um cardume para fazer parte.

Dani,
Olha, eu discordo em relação as mudanças. Creio que seja possível mudar sim, afinal de contas uma evolução representa mudanças também. Sempre corri delas mas agora corro em direção a elas...Mudar é possível, mudar é preciso... Mas mudar não significa não repetir alguns padrões enraizados..rsss

Ela disse...ele disse...
Conocordo com você, mas sabe, agora tenho corrido em direção ao furação pq aprendi a gostar dele. Incorporei o "quem está na chuva é para se molhar".

bjs

10/09/2008 12:50  

Eu repito, sempre. Sempre, repito.

Repito, repito, repito, repito,
Repito, repito, repito, repito,
Repito, repito, repito, repito,
Repito, repito, repito, repito,
Repito, repito, repito, repito,
Repito, repito, repito, repito, Repito, repito, repito, repito,

... e canso-me.
Depois?

Repito tudo de novo. De novo, repito.

Repito, repito, repito, repito,
Repito, repito, repito, repito,
Repito, repito, repito, repito,
Repito, repito, repito, repito,

Sou mesmo muito repetitiva, afff!

Por isso vivo cansada e clonada!

10/09/2008 13:45  

ah, Karen!!
se mergulhar na piscina gelada te dá prazer, vai fundo!! nem liga pro resto!! Sou a favor do "não passar vontade"

Lendo o seu post, lembrei de uma situação que não tem nada a ver, mas que é bem engraçada: quando estou com torcicolo, sei que, se ficar com a cabeça quietinha, o pescoço não vai doer. Mas, insisto em ficar torcendo o pescoço o tempo todo! não consigo evitar!
Vai entender o ser humano... hahaha

beijos

Maria Carla

11/09/2008 15:59  

Ei!!
Pra começar, saudades!
Já percebi que conseguiu colocar a foto no perfil!!rsrsr!

***
Sobre repetições (achando INCRÍVEL ter ouvido hoje um pouco mais cedo "Repetition" do Information Socyet), tem aquela teoria que o doido do Nietzche ocidentalizou sobre o eterno retorno do mesmo. Segundo ela, o universo é um corpo finito (possui um número gigantesco mas finito de elementos básicos). Bom, considerando que o tempo é infinito, então todas as combinações possíveis deste número finito de elementos se repetiriam infinitamente!!!
É a sensação de tudo se repetir que temos. E o que nos salva dessa agonia, da náusea que surge com isso, é aquele outro fato sobre o qual você já escreveu certa vez aqui no blog. Sobre não ser possível passarmos duas vezes pelo mesmo rio!! Tudo muda inexoravelmente e tudo se repete!
Esse blá blá blá filosófico é pra dizer que embora nos repetimos (qual é o verbo ceto pra usar aqui?!), há sempre algo novo, mesmo que imperceptível para nós!
Ouroboros!
A cobra que morde o próprio rabo.
Primeiro post do sblogonoff!
(que se repete!)

11/09/2008 17:38  

Elga,
Mas coração é assim mesmo, repete na esperança de em algumas dessas repetições algo mudar e dar certo!

Maria Carla,
Adorei esta história do torcicolo! Se eu pensar em algumas atitudes minhas posso perceber que ajo assim como vc com torcicolo!rssss

Mi, estrelinha...
não consegui não...coloquei como html, mas no perfil mesmo nnao consido :(
Nossa eu nunca tinha lido algo assim mais específico sobre a teoria...e não é que tem muita coerência??? Tó ferrada pq hoje percebi um outro padrnao de repetições mas com coisas diferentes...repetição de comportamento que tive há mais de 10 anos atrás...e realmente tem coisas novas, mesmo nas repetições atuais..e sabe, é muito gostoso!

bjs

11/09/2008 19:57  

Mas o ímpeto de se jogar em tudo e mergulhar já nasceu com a gente mesmo né?

Na piscina azul do quintal ao escuro do oceano Atlântico...

12/09/2008 16:02  

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial